REFLEXÃO: CARCEREIRO DA CONSCIÊNCIA

O grande entrave de muitas pessoas para vivenciar a liberdade, felicidade e a paz, está ligado ao seu grau de compreensão da própria vida. Indivíduos infelizes contumazes, por certo são aqueles acanhados para encarar a si mesmos, sobretudo, pela sua incapacidade de enfrentar velhos dogmas e preconceitos vazios, que só denotam uma ignorância febril, e essa, se torna a carcereira da própria consciência e até da alma.

Este breve texto é um convite para analisarmos o quanto anda a nossa liberdade interior.

Pela nossa maneira de pensar e reagir frente a cada nova realidade em nossas vidas no dia-a-dia, seja na esfera (pessoal, profissional, social), que nos tirar da zona de conforto, zona infantil da mesmice é que constatamos o nosso nível de entendimento.

Se forem recorrentes em nossas mentes, lamentos (porque só acontece comigo: “síndrome do vira-lata”), julgamentos (culpando sempre os outros) e desculpas (justificando os próprios erros) é certo que a insegurança e o medo controlam o nosso ser.  

Disse o filósofo: “as coisas nos parecem absurdas ou más porque delas só temos um conhecimento parcial e estamos na completa ignorância da ordem e da coerência da natureza na totalidade”.

Portanto, penso que a ignorância de si e a falta de entendimento sobre a causa e o efeito é que nos conduzem a prisão da consciência, tirando a paz da nossa alma imortal. E, é pelo autoconhecimento, pela busca do conhecimento de si, que encontraremos as melhores respostas para nos libertar do carcere existencial, porque afinal, as melhores soluções para nossos dilemas existenciais são encontradas dentro de cada um.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.